Freddie Oversteegen: a jovem que seduziu e assassinou soldados nazistas

Freddie Oversteegen assassinou soldados nazistas

Freddie Oversteegen: a jovem que seduziu e assassinou soldados nazistas


Membro da resistência holandesa, Freddie Oversteegen iniciou a luta contra os nazistas com apenas 14 anos

Freddie Oversteegen era uma jovem holandesa que viveu os horrores causados pela invasão dos soldados nazistas em sua terra natal. Com apenas 14 anos, Freddie se juntou às forças de resistência da Holanda durante a Segunda Guerra Mundial. Alguns anos mais tarde, por volta dos seus 16 anos, tornou-se uma notória combatente armada.

Junto à sua irmã, Truus Oversteegen e, posteriormente, à outra jovem chamada Hannie Schaft, formou um trio que emboscou e matou soldados nazistas e colaboradores holandeses que apoiavam o regime de Adolf Hitler.


Conheça a trajetória desta corajosa jovem holandesa.


Infância de Freddie Oversteegen

Truss, Robbie e Freddie ainda crianças, antes da invasão alemã ao território holandês

Truss, Robbie e Freddie ainda crianças, antes da invasão alemã ao território holandês

Freddie Oversteegen nasceu em 6 de setembro de 1925, em Haarlem, próximo à cidade de Amsterdam. Dois anos antes, em 29 de outubro de 1923 nasceu sua irmã mais velha, Truss. As duas irmãs eram filhas de Jacob Wilhelm Oversteegen (1898-1986), um comerciante, e Trijntje van der Molen (1900-1974?), uma trabalhadora que criou suas filhas tendo como base os princípios da ideologia comunista.

Em 1933 seus pais se divorciaram, então Trijntje e as filhas mudaram-se para Amsterdam, onde foram criadas com o esforço e trabalho da mãe. Alguns anos mais tarde, sua mãe casou-se novamente e teve mais um filho, Robbie.


A família sofreu durante anos com a pobreza, mas isso não os impediu de abrigar refugiados que precisavam esconder-se das autoridades. Freddie Oversteegen cresceu vendo sua mãe ajudar pessoas perseguidas pelo autoritarismo e foi fortemente estimulada a combate-lo.


Valores repassados em família

Freddie e Truss Oversteegan

Freddie e Truss Oversteegan

A mãe de Freddie Oversteegen costumava dizer às filhas que se precisam ajudar alguém, como os refugiados, então precisariam fazer sacrifícios por si mesmas. Os valores morais repassados em casa foram fortes motivadores para Freddie e Truss atuarem na resistência holandesa com o empenho e comprometimento que demonstraram.


Adesão à resistência holandesa

Truss e Freddie posando junto à soldados da Segunda Guerra Mundial

Truss e Freddie posando junto à soldados da Segunda Guerra Mundial

Em 10 maio de 1940 o exército de Hitler invadiu, simultaneamente, os Países Baixos (Holanda, Luxemburgo e Bélgica) e a França. Imediatamente, Freddie Oversteegen e Truss se uniram à mãe, atuando na distribuição de panfletos e jornais antinazistas da resistência holandesa pelas ruas de Amsterdam. Além disso, as irmãs colavam cartazes que recrutavam homens para trabalhar na Alemanha.

O trabalho das duas jovens era extremamente arriscado. Caso a polícia holandesa, ou mesmo os nazistas descobrissem, as duas poderiam ser mortas. Entretanto, a aparência inocente de Freddie Oversteegen e Truss facilmente mascarava a importância e a complexidade das atividades subversivas realizadas pelas irmãs.


Freddie Oversteegan: Uma combatente notável

Freddie Oversteegan era considerada uma grande combatente da Resistência Holandesa, devido ao seu grande comprometimento na execução das missões

Freddie Oversteegan era considerada uma grande combatente da Resistência Holandesa, devido ao seu grande comprometimento na execução das missões

Em 1941 as irmãs foram oficialmente recrutadas por um dos comandantes da resistência do Haarlem, e as duas irmãs aceitaram. Mais tarde, as jovens receberiam a primeira missão a ser executada para a resistência: sabotar pontes e linhas ferroviárias.

Com o treinamento que receberam, logo começaram a cumprir missões de assassinato e, ao menos uma vez, Truus seduziu um soldado nazista atraindo-o para dentro de uma floresta, para que este fosse morto por um membro da resistência que os aguardava.


Posteriormente, as irmãs tinham a missão de eliminar colaboradores holandeses que perseguiam refugiados judeus ou membros da força de resistência. Freddie Oversteegen aproveitava-se de sua aparência inofensiva para vigiar e perseguir alvos de interesse, sem levantar suspeitas. Ambas eram implacáveis, atiravam para matar e eram reconhecidamente membros dedicados da resistência holandesa.


O trio especializado em executar nazistas

Hannie Schaft, Truus e Freddie Oversteegan: o trio de jovens que arriscaram suas vidas para combater o regime nazista

Hannie Schaft, Truus e Freddie Oversteegan: o trio de jovens que arriscaram suas vidas para combater o regime nazista

Mais tarde, uma outra jovem uniu-se à Freddy e Truss, era Hannie Schaft, uma ex-universitária que se recusou a jurar lealdade à Alemanha de Hitler. Juntas, as três amigas atiravam em soldados nazistas enquanto passavam em suas bicicletas, ou os seduziam, levando-os para áreas afastadas e executando-os.

As três foram responsáveis por sabotar pontes e linhas de trem usando dinamites, além de ajudar no resgate de crianças judias dos campos de concentração, contrabandeando-as para fora do país.

Em março de 1945, há apenas três semanas do fim da Guerra na Europa, Hannie foi capturada por soldados nazistas. Ela foi interrogada, torturada e executada pelos alemães.


Reconhecimento

Freddie Oversteegen e Truus Oversteegan recebendo a medalha Cruz de Mobilização de Guerra, ao lado do primeiro-ministro holandês, Mark Rutte

Freddie e Truus Oversteegan recebendo a medalha Cruz de Mobilização de Guerra, ao lado do primeiro-ministro holandês, Mark Rutte

Mesmo com os feitos significativos das três jovens – e de muitas outras mulheres – durante a Segunda Guerra, a Holanda demorou a reconhecer oficialmente a importância destes atos, limitando-se a classificá-las como comunistas.

Apenas em 2014 elas receberam o reconhecimento de seu país, com a concessão da Mobilisatie Oorlogskruis, ou Cruz de Mobilização de Guerra, das mãos do primeiro-ministro holandês, Mark Rutte. Além disso, ruas da cidade de Haarlem e Moonfort ganharam os nomes de Freddie Oversteegen e Truss Oversteegan.


Falecimento de Freddie e Truus Oversteegen

Freddie Oversteegen e Truus Oversteegan, 70 anos após a guerra

Freddie e Truus Oversteegan, 70 anos após a guerra

Freddie e Truss dedicaram seus últimos anos de vida como membro do conselho da National Hannie Schaft Foundation, fundada pelas duas irmãs em homenagem à Hannie, que tornou-se o símbolo da Resistência Feminina na Holanda. Atualmente, as três amigas são consideradas heroínas nacionais em seu país natal.

Freddie Oversteegen casou-se e teve três filhos, Truss também se casou e teve quatro filhos. As duas deram várias entrevistas e escreveram livros contando sobre os feitos do trio. Ambas faleceram aos 92 anos, Truss em 18 de junho de 2016 e Freddie em 5 de setembro de 2018, deixando um grande legado de valor e coragem.


Fonte: 

Fatos Militares

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();