Quais foram as armas deixadas no Afeganistão?

armas deixadas no Afeganistão

Quais foram as armas deixadas no Afeganistão?


Acompanhamos o caos instaurado no Afeganistão com a retirada repentina das tropas americanas do território afegão pelo governo de Joe Biden. Estimasse que foram deixados para trás aproximadamente 93 bilhões de dólares em equipamentos militares, desde aviões, helicópteros, armas, munição e até drones, a pergunta que fica é: quais foram as armas deixadas no Afeganistão?

Durante 20 anos os EUA ocuparam o Afeganistão e enviaram para o país todo o tipo de equipamento necessário para formar um exército local e impedir que o grupo extremista do Talibã, por exemplo, voltasse a controlar o território afegão.

Contudo, no início do mês, aproveitando a retirada das tropas estrangeiras, o Talibã realizou uma ofensiva que dominou as principais cidades do país e chegou à capital Cabul em apenas 10 dias.

Quais foram as armas deixadas no Afeganistão?

O jornal The Times and The Sunday Times publicou em seu twitter um infográfico baseado nos dados do GAO – US Government Accounting Office listando tudo o que foi deixado para trás:

armas-deixadas-no-afeganistão


Armas, Acessórios e Veículos Terrestres

  • 22.174 HMMWV “Humvee” – Veículo utilitário de alta mobilidade;
  • 634 M1117 Guardian – Veículo blindado de segurança;
  • 155 M1224 MaxxPro – Veículo resistente a emboscadas e minas terrestres;
  • 169 M113 – Veículo blindado sob lagartas para transporte de pessoal;
  • 42.000 Caminhonetes e veículos utilitários (Ranger, F350, etc);
  • 176 Peças de artilharias diversas;
  • 8.000 Caminhões;
  • 64.363 Metralhadoras diversas (M249 SAW, M134 Mini Gun, etc);
  • 358.530 Fuzis diversos (M4, M16, M24, etc);
  • 126.295 Pistolas diversas (Glock, SIG, etc);
  • 162.043 Rádios de curto e longo alcance
  • 16.035 Óculos e aparelhos de visão noturna

Óbvio que, com tudo isso, não poderíamos deixar de lembrar da infinidade de capacetes e coletes balísticos, e claro, aproximadamente 9 milhões de munições de diversos calibres.

Ainda, com base no SIGAR – Special Inpector General for Afghan Reconstruction, foram listadas uma série de aeronaves militares de alta performance e multipropósito, inclusive o brasileiro Embraer A29 Super Tucano:


Helicópteros e Aviões

  • 33 Mi-17 – Helicóptero de transporte de carga e tropas;
  • 33 UH-60 Blackhawk – Helicóptero de transporte tático;
  • 43 MD530 – Helicóptero militar leve multifuncional;
  • 4 C-130 Hercules – Avião de transporte de carga e tropas;
  • 23 Embraer EMB314 / A29 Super Tucano – Aeronave de ataque leve e treinamento avançado;
  • 28 Cessna 208 Caravan – Aeronave utilitária de transporte de carga e tropas;
  • 10 Cessna AC-208 – Aeronave de ataque leve

E não para por aí, outras fontes revelam que foram deixados no país, por exemplo, drones militares ScanEagle, mísseis de ataque ar-terra, granadas de fragmentação e de fumaça, C4, morteiros e bombas diversas, lunetas de visão térmica, miras laser, aparelhos de vigilância, equipamentos HIIDE com dados de biometria de soldados e pessoas que ajudaram os EUA e para concluir, dólar americano em espécie.

Concluindo, parafraseando o atual presidente senil dos EUA: “Os talibãs são mais fortes militarmente do que têm sido desde 2001“.


Fonte:

Armasdefogo.org

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();