Arma preferida de Al Capone é leiloada por mais de 1 milhão de dólares

Arma preferida de Al Capone

Arma preferida de Al Capone é leiloada por mais de 1 milhão de dólares


Considerada a arma favorita de Al Capone, a pistola Colt mod. 1911 em calibre .45 ACP com número de série C 837 foi leiloada pela casa de leilões Witherell’s, de Sacramento - CA - EUA esta semana. A arma, finamente entalhada (engraved) e com empunhadura no estilo "chifre de alce" alcançou o valor de U$ 1,04 milhão de dólares (estamativa inicial girava entre 100 e 150 mil dólares).


Al Capone, também conhecido como “Scarface” pelas marcas que tinha no lado esquerdo do rosto depois de ter sido atacado em seus dias como segurança de clube, começou a carreira no crime organizado como parte de pequenas gangues de rua em Nova York, sua cidade natal. Ele se mudou para Chicago para servir como braço direito de seu mentor, Johnny Torrio, do Chicago Outfit, um sindicato do crime organizado formado em sua maioria por ítalo-americanos.

No evento - um leilão privado -  ao todo mais de 170 joias, armas e fotografias foram leiloadas e alcançaram a cifra de US$ 3,1 milhões (R$ 17 milhões). As relíquias foram disponibilizadas pelas três netas do "inimigo público nº 1" dos EUA nas décadas de 20 e 30 do século passado.












Uma Vida de Crime




Nascido na cidade de Nova York - NY, filho de imigrantes italianos em 1899, Al Capone entrou na vida do crime ainda jovem. Quando adolescente, ele se juntou à Gangue Five Points atuando como segurança para o crime organizado.

Foi a mudança para Chicago aos vinte e poucos anos que mudou tudo para o aspirante a senhor do crime. Ele se mudou para Chicago a pedido do executor da Chicago Outfit, Johnny Torrio. Foi aqui que ele começou como segurança em um bordel, o que acabaria levando à sua morte. Durante a permanência no bordel, contraiu sífilis, para a qual nunca procurou atendimento.

Capone e Torrio administravam um negócio de cerveja ilegal até o assassinato de James “Big Jim” Colosimo. Foi nessa época que Torrio assumiu o império, tendo Capone como seu guarda-costas e braço direito. Os dois se tornaram chefes do maior grupo criminoso da cidade, com intenções de serem negociadores de acordos territoriais.

A passagem de Torrio como negociador não durou muito, pois surgiu uma disputa entre a Gangue do Lado Norte e seus aliados, os Irmãos Genna. Quando as negociações falharam, Torrio providenciou o assassinato de Dean O'Banion, o chefe da Gangue do Lado Norte. Essa decisão fatídica levou Hymie Weiss, que tomou o lugar de O'Banion, a priorizar a vingança.

Após o assassinato de O'Banion, The North Side Gang emboscou Capone, que saiu ileso. No entanto, doze dias depois, Torrio não teve a mesma sorte. Voltando de uma viagem de compras, a Gangue do Lado Norte atirou nele várias vezes. Após sua recuperação, Torrio renunciou, passando o controle do Chicago Outfit para Capone de 26 anos.


Um chefe do crime

Com seu novo poder, aliado a uma enorme rede de contrabando e proteção política e policial, ele usou medidas mais violentas. Para aumentar a receita, Capone chegou a explodir estabelecimentos que se recusavam a lhe comprar bebidas. Muitos também o consideravam responsável pelo surgimento de bordéis na cidade.

Al Capone e associados.
(Foto de Witherell's)


O caráter e a personalidade de Capone o tornaram uma espécie de celebridade nacional. A intriga de uma figura como Capone capturou a mente das pessoas. Capone também era conhecido como um filantropo prolífico, doando a várias instituições de caridade e recebendo a imagem do "Robin Hood moderno". Isso só ajudou a fortalecer sua imagem pública.

Nos anos seguintes, Capone se envolveu em violentas altercações com outros chefes do crime que deixaram Chicago dilacerada pela guerra. No entanto, não foi até o Massacre do Dia dos Namorados que Capone perdeu o apoio público e as lealdades políticas e policiais. Este evento acabaria por levar à queda de Capone.

Com o fim de sua proteção política e policial, um amigo do presidente Herbert Hoover o contatou para intervir. Foi a atenção das agências federais, o que levou a várias sentenças curtas de prisão por violações da proibição e porte de armas escondidas. Mais notavelmente, seria o Colt .45 1911 favorito de Al Capone.

A atenção jurídica recém-descoberta resultou na lista de Capone como o "inimigo público" número um.


O fim


Com o fracasso da aplicação da lei em manter Capone na prisão, eles decidiram voltar sua atenção para a evasão fiscal. Enquanto os investigadores se concentravam na evasão fiscal, Eliot Ness e sua equipe de Intocáveis ​​atacavam as operações de Capone. Isso infligiu grandes prejuízos financeiros e levou a uma acusação de 5.000 violações da proibição.

Inicialmente entrando com uma confissão de culpa em troca de uma sentença de 2 anos e meio, Capone rescindiu a confissão após o juiz se recusar a honrá-la. Foi então que o foco na evasão fiscal aumentou. Ao final da provação, o governo acusou Capone de evasão de $ 215.000 em impostos sobre $ 1.038.654 de renda.

A última foto tirada de Al Capone.
A última foto tirada de Al Capone - (Foto de Witherell's)


Uma semana depois do julgamento, Capone foi condenado a 11 anos de prisão federal, mais multas. Ele começou sua pena na Penitenciária dos Estados Unidos de Atlanta, mas mais tarde foi transferido para a recém-concluída Penitenciária Federal de Alcatraz. Foram os rumores de tratamento preferencial na Penitenciária dos Estados Unidos de Atlanta que levaram à mudança.

Com o passar dos anos, o mesmo aconteceu com a neurossífilis, levando ao declínio mental de Capone. Ele passou o último ano de sua sentença na seção do hospital de Alcatraz. Depois de cumprir toda a sua sentença, eles o transferiram de Alcatraz para a Federal Correction Institution em Terminal Island para encerrar sua sentença de desacato. Ele recebeu liberdade condicional 11 meses depois, quando sua esposa recorreu ao tribunal, devido às suas capacidades mentais reduzidas.

Aproximadamente sete anos depois, Al Capone sofreu um derrame, seguido por uma parada cardíaca no dia seguinte. Al Capone tinha 48 anos quando morreu.


O leilão

“O que as pessoas não sabem é sua história pessoal como pai e avô e seu doloroso caminho de redenção enquanto estava em Alcatraz”, disse a neta Diane Patricia Capone, filha de seu único filho, Sonny Capone. “Esse é o desconhecido Capone de que falo no meu livro e é a história que ganha vida com estes tesouros de família.”

Al and Sonny Capone.
Al and Sonny Capone - (Photo by Witherell’s)
O lote incluía acessórios luxuosos usados ​​por Capone, conhecido por seu estilo ousado, como um relógio de bolso Patek Philippe de platina e diamante com suas iniciais, um alfinete com diamantes, pérolas e safiras, uma caixa de fósforos com capa em ouro branco e diamante, navalhas, etc.

Associated Press - Relógio de bolso, feito de platina e diamantes, da grife Patek Philippe

Os itens do Gangster Al Capone são para o leilão # 5



Os itens do Gangster Al Capone são para o leilão # 6



Os itens do Gangster Al Capone são para o leilão # 7



Os itens do Gangster Al Capone são para o leilão # 8



Os itens do Gangster Al Capone são para o leilão # 9



Os itens do Gangster Al Capone são para o leilão # 10




Os itens do Gangster Al Capone são para o leilão # 12




Fonte: 

Sala de Armas


_______________________________________________________

O Guia do Atirador!  

 

Você já pensou em ter sua CR (Certificado de Registro)?

Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.


Clica na imagem e solicite seu manual!



_________________________________________________________



Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();