Por que a espingarda é uma das melhores opções para defesa residencial / patrimonial

 

Por que a espingarda é uma das melhores opções para defesa residencial / patrimonial ?


Tenho certeza de que haverá quem me considere terrivelmente antiquado por apregoar a espingarda como defensiva. Afinal, o design realmente remonta aos mosquetes de cano liso de nossos antepassados. 

No entanto, como o revólver e a carabina de ação de alavanca, a espingarda ainda existe porque faz o trabalho e o faz muito bem. Considere o seguinte: enquanto uma munição de calibre 45 ACP de 230 grains fornece 355 libras-pé de energia na "boca" do cano, um cartucho calibre 12 GA pode atingir até 1.589 libras-pé, dependendo do chumbo.

E, por causa de sua reputação histórica, a espingarda frequentemente interrompe as lutas antes mesmo delas começarem. Praticamente qualquer veterano da lei pode contar histórias sobre como a mera aparência da espingarda fazia com que as coisas ficassem muito, muito pacíficas com pressa. 

Agora, claro, nenhuma arma de fogo defensiva é uma varinha mágica que pode ser garantida para sempre parar um ataque violento por sua própria aparência, mas ser capaz de proteger a si mesmo e à família sem ter que recorrer a tiros é uma coisa boa. E, para piorar, uma carga de chumbo grosso, dentro de cerca de 30 metros, certamente irá parar a maioria das lutas.

Outra coisa boa sobre a espingarda defensiva é que existem vários estilos e modelos para escolher e eles também não são terrivelmente caros. Minha preferência é por uma boa pump com um cano de 18 polegadas. No entanto, um bom caso pode ser feito para uma semiautomática na mesma configuração.

E, de fato, uma arma espingarda de dois canos, curta também, não é uma escolha ruim - especialmente os modelos com martelos externos para que fiquem carregados sem molas internas pressionadas. Essa arma pode ter um cano carregado com chumbo grosso em um cano enquanto o outro um chumbo mais fino seria outra opção de defesa pessoal.

Infelizmente, algumas pessoas que não atiram bem com uma pistola ou rifle - devido à falta de treinamento ou prática - acham que uma espingarda funcionará melhor para eles. Bem, aqui vai uma dica - você pode errar com uma espingarda também. Com a prática, aprende-se quais cargas de tiro funcionam melhor em sua espingarda, em particular. E eles aprendem em que distâncias ainda podem obter toda a carga de tiro em um alvo de silhueta. É preciso treinamento profissional e prática para usar de forma eficaz  qualquer arma de fogo defensiva e a espingarda não é exceção.


Lembro-me quando criança (anos 70 e início dos 80), de incontáveis crimes de pistolagem executados aqui no nordeste brasileiro que eram utilizados as calibres 12. Também era bastante comum nas residencias de pessoas de bem estes terem a sua espingarda calibre 12 de 1 ou 2 canos, geralmente serrados, como arma de defesa.

Já faz alguns anos que o mercado brasileiro oferece espingardas de maior capacidade de tiro, seja de repetição ou semi-automática, mas as de um ou dois canos até hoje continuam a serem vendidas também. Mais uma vez, o que importa é saber usar bem a arma para acabar rápido com qualquer problema.


Fonte:

Sala de Armas


_______________________________________________________

O Guia do Atirador!  

 

Você já pensou em ter sua CR (Certificado de Registro)?

Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.


Clica na imagem e solicite seu manual!



_________________________________________________________


Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.