BARRETT XM-109 AMPR. O martelo da Barret

 

BARRETT XM-109 AMPR. O martelo da Barret


BARRETT XM-109 AMPR.


A empresa Barrett Firearms é famosa por produzir poderosos rifles em calibre 50 como o M-82A1, já mostrado em uma matéria aqui no Blog usado por diversas forças armadas em 40 países. Porém, com a melhora na qualidade da proteção blindada de muitos veículos, o rifle em calibre 50, já não é suficiente para atacar esses novos blindados, como era antes, se mostrando necessário uma nova arma com um novo calibre para responder a essa nova geração de veículos blindados. A solução foi à construção de um rifle que disparasse uma munição com calibre típico de um canhão leve.

Essa munição é uma granada de 25 x 59 mm, com diversos tipo de ogivas que podem ser HE (alto explosivo) ou com carga oca, para destruir blindagens. Na verdade é a mesma munição utilizada pelo lançador de granadas automático XM-307, já mostrado por aqui também.

A munição de 25 mm é capaz de superar 2 vezes e meia a capacidade de destruição de alvos que o 12,7 mm (.50), e ainda é capaz de penetrar 40 mm de uma placa de blindagem a 500 metros.

O novo fuzil (ou lançador de granadas semi automático, se preferirem) foi, inicialmente o nome do projeto foi XM-109 Objective Sniper Weapon (OSW). Atualmente, no entanto, o modelo foi renomeado de Anti-Material Payload Rifle (AMPR), ou simplesmente, fuzil com carga anti-material, em tradução livre.

Acima: O muito bem sucedido fuzil anti material M-82A1 em calibre 12,7x99 mm (.50 BMG) é a base do projeto que a Barrett usou para desenvolver seu poderoso fuzil XM-109 AMRP.


O sistema de operação do AMPR é o mesmo do M-82 A1, já que 70% das peças da arma são comuns a sua irmã mais velha, ou seja, a arma opera por recuo curto. Porém, há uma diferença no efeito sobre o atirador. O recuo do AMPR, é absurdamente grande (60 lb/ pé), sendo um problema que está sendo atenuado na medida que soluções sejam incorporadas no modelo definitivo. O freio de boca foi um dos primeiros itens mudados, sendo que a atual modelo acabou sendo incorporado nas novas versões de todas as armas da Barrett Firearms. 

Ele é muito eficiente na diminuição do recuo, embora seja relativamente grande, em relação ao cano da arma. Outras medidas em estudo são o aumento do peso da arma; a diminuição do comprimento do cano, o que diminui a velocidade do projétil e por consequência, o próprio recuo.

Acima: Como é de se esperar, o recuo do disparo com a XM-109 é bastante forte, empurrando o ombro do atirador com 60 libras/ pé.


A Barrett desenvolveu um computador integrado que calcula as variáveis de alcance, pressão atmosférica e a temperatura do ar, para fornecer uma solução ideal para o tiro. Esse sistema, é chamado de BORS (Barrett Optical Ranging System) Esse tipo de mira computadorizada, é necessário numa arma desse tipo, pois fornece dados que podem ser programados na própria granada, dependendo do tipo de munição. Mesmo assim, as miras ópticas comuns, são compatíveis com o AMPR, assim como miras noturnas e de ponto eletrônico, porém haverá degradação do desempenho geral que o conjunto arma/ munição poder proporcionar.

______________________

Uma pequena pausa para te apresentar um de nossos produtos:
O Guia do Atirador!  



"Afinal, isso aqui não é um blog comunista." 

Você já pensou em ter sua CR (Certificado de Registro)?

Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.


Clica na imagem e solicite seu manual!




_______________________________________________________________


A variante programável da granada de calibre 25 x 59 mm, possui um sensor eletrônico programável para explodir no ar a uma determinada distancia, com ou sem fragmentos, que permitem alta letalidade contra alvos escondidos atrás de obstáculos como paredes, por exemplo. Essa capacidade é uma das características chaves deste sistema, e é o principal vantagem que a faz superior às armas anti material do mercado. Sua granada tem um alcance máximo de 3,6 km, porém só será efetiva contra blindados leves a 1000 m e contra pessoas a 2000 m. Pode-se usar granadas com auto explosivo HE, carga oca AP/HEAT, fragmentação, e de treino. 

Outro acessório desta arma é um bipé do mesmo tipo que é encontrado na M-82 A1, para poder facilitar a condição de tiro deitada, muito comum entre atiradores de elite ou Snipers, como são popularmente conhecidos. Uma alça de transporte é usada também para facilitar o transporte.

Acima: Embora em calibre maior, a carga de propelente das granadas de 25x59 mm é menor que a usada na munição 12,7x99 mm (.50BMG).


O status do programa de desenvolvimento do XM-109 AMRP não é oficialmente conhecido. Não existe um informe de encomendas e nem de cancelamento. O custo de um fuzil anti-material M-80A1/ M-107 já passa dos U$ 11000,00 no mercado americano, onde armas não costumam ser, efetivamente tão caras como são no Brasil, e o nível de tecnologia empregado no AMRP, com um sistema de miras eletrônica que opera integrada a munição, somado ao próprio custo que a munição de 25 mm programável deve ter (os valores não são conhecidos publicamente, ainda), podem ter colocado o um "pé no freio" do pessoal de aquisições do Exército dos Estados Unidos.

 Porém, não há como negar que esta arma seria uma pedra no sapato das forças inimigas uma vez que sua flexibilidade de munições permitem parar uma viatura blindada, ou atingir a infantaria escondida em trincheiras ou atrás de outros obstáculos com sua granada programável.

Acima: O carregador da AMPR comporta apenas 5 munições. A munição de 25 mm é particularmente grande para uma arma portátil.





FICHA TÉCNICA


Tipo: Fuzil lança granadas.
Sistema de operação: Recuo curto semi-automático.
Calibre: 25 x 59 mm.
Capacidade: 4 granadas no carregador mais um na câmara.
Peso: 15,1 kg.
Comprimento Total: 1,16 m.
Comprimento do Cano: 447 mm 17,6polegadas.
Miras: Sistema BORS ,mira telescópica, mira com ponto eletrônico etc
Velocidade na Boca do Cano: 790 m/seg.
Cadência de tiro: Armamento semi automático



Fonte:

Warfareblog


Nenhum comentário