Arma Guarda-Chuva

 

Arma Guarda-Chuva espionagem


Arma Guarda-Chuva


Não seriam os únicos episódios em que esse guarda-chuva seria usado durante a Guerra Fria, houve outros assassinatos e várias tentativas, especificamente um agente da CIA e pelo menos um outro dissidente soviético. Todos eles fariam esta arma famosa, que viria a estrelar vários documentários e até alguns filmes.

Além do guarda-chuva, parece que havia outras armas de ar comprimido que usavam esses projéteis. Em agosto de 1981, o agente duplo da CIA Boris Korczak, recebeu o impacto de uma dessas bolinhas no rim por meio de uma arma de ar comprimido desconhecida. Presume-se que foi um operador do KGB que realizou a missão. O ataque que passou despercebido por ele aconteceu enquanto fazia compras em um supermercado no estado da Virgínia, nos Estados Unidos. Ele se lembra de ter recebido uma "mordida" que atribuiu a um inseto. 


Em poucas horas, ele se sentiu gravemente doente e durante meses sofreu os sintomas do veneno, sem identificá-lo como tal. Devido ao desconforto no rim impactado, ele decidiu começar a urinar peneirando a urina com filtros de café, com o intuito de coletar o que pensava serem cálculos renais. 


Depois de alguns dias, quando recuperou a pelota, percebeu que havia sofrido um ataque. O projétil seria enviado para a Scotland Yard para análise posterior.



Pellet retirado da panturrilha de Georgi Markov em comparação com a ponta do dedo



Fonte:

Sala de Armas





Nenhum comentário