Lavando a munição

munição


Lavar munição?



Ao fazer a exclusão diária de inúmeras mensagens no Whatsapp, decidi abrir um pequeno vídeo.

Quando acabou, fiquei pensando se era uma brincadeira...

O vídeo mostrava uma pessoa ensinando como esterilizar a munição pra evitar um contágio viral.

Com todas as munições num pote, a pessoa encheu o recipiente com água, adicionou detergente e lavou todos os cartuchos. Além de sugerir que o procedimento fosse feito antes e após o trabalho, a pessoa informou que lavar a munição não provocaria dano.

Um amigo costuma dizer a seguinte frase: “Eu não acho nada! Ou eu sei ou estudo pra saber!”

Grosso modo, existem dois componentes num cartucho que não combinam com água, umidade ou qualquer outro contaminante: a espoleta e a pólvora. Dizer isso aqui é “chover no molhado”, aproveitando o trocadilho.

Por mais que o fabricante use artifícios pra dificultar a contaminação da munição, é prudente reconhecer que a água e a umidade podem encontrar uma brecha microscópica pra acessar a espoleta e a pólvora.

Por essa e outras razões, o fabricante sugere que a munição seja trocada a cada 6 meses, caso tenha sido guardada fora da embalagem original. E mesmo numa embalagem original lacrada, a validade é de 10 anos, desde que obedecidos os critérios de temperatura e UMIDADE.

Então o policial recebeu a munição; inseriu no carregador; inseriu um cartucho na câmara; andou pra lá e pra cá; transpirou; manuseou a munição; deixou cair no chão, limpou ou não a arma, etc. Ele fez isso durante meses (ou anos).

Armas foram feitas pra situações de vida ou morte, lançando um projétil no espaço...blá, blá, blá... (você já sabe o conceito). Mas se o projétil não sair da arma, você só está ocupando suas mãos com um pedaço de metal inútil.

E basta que apenas um cartucho falhe pra que o policial fique numa condição pior ainda, considerando a frequência, a duração e a intensidade do treinamento policial.

Arma de fogo, munição, trabalho policial e instrução de tiro profissional são coisas sérias. Porque a vida é coisa séria!

Portanto, limpe a arma, higienize as mãos, mas nunca lave a sua munição.


Fonte:


_______________________________________________________________

O Guia do Atirador!  

 

Você já pensou em ter sua CR (Certificado de Registro)?

Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.


Clica na imagem e solicite seu manual!



_______________________________________________________________


Nenhum comentário