Header Ads

ad

HECKLER & KOCH, SUAS RAÍZES E SUAS ARMAS

HECKLER & KOCH P30


Cumprindo a promessa, falaremos neste artigo sobre a Heckler & Koch P30L, mais uma das armas do filme John Wick, mas antes de chegarmos nela temos muito a falar da Heckler & Kock e sua grande variedade de armas produzidas.
Heckler & Koch, ou apenas HK, é uma marca que remete a precisão alemã, a produtos de qualidade e grande durabilidade. A HK é uma empresa do pós-guerra e vale muito a pena saber um pouco de onde ela veio para compreendermos melhor toda essa tradição.


______________________

Antes do texto, quero te apresentar um de nossos produtos:
O Guia do Atirador!  


"Afinal, isso aqui não é um blog comunista." 


Você já pensou em ter sua CR (Certificado de Registro)?

Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.


Clica na imagem e solicite seu manual!



______________________


HK e um pouco de história



Durante a Segunda Guerra Mundial, a fábrica da Mauser Werke em Obendorf foi bombardeada pelos aliados e 26 trabalhadores morreram. Após a chegada das forças francesas em 20 de abril de 1945 a fábrica foi colocada a serviço da França, produzindo armas, mas em pouco tempo foi demolida e a maioria dos registros relacionados a armas foram destruídos por ordem dos comandantes franceses na época.


Fábrica em Obendorf quando ainda pertencia a Mauser




Edmund Heckler


Theodor Kock


Alex Seidel
Edmund Heckler, Theodor Kock e Alex Seidel, antigos engenheiros da Mauser, salvaram o que puderam e fundaram a Heckler & Kock em Obendorf, enquanto isso a Mauser continuou a fabricar rifles de caça e esportes até se tornar uma subsidiária da Rheinmetall e em 1999 foi fundida a Rheinmetall.

As armas que fizeram a história da HK

Até meados dos anos 50 a HK fabricou ferramentas para máquinas e equipamentos de precisão e quando ocorreu a reinstauração do Exército Alemão, surgiu a oportunidade da HK desenvolver o G3 (Gewehr 3), o qual foi adotado pela Bundeswehr em 1959.


Gewehr 3 (G3)



Centro de Estudios Técnicos de Materiales Especiales (CETME )
O interessante sobre o G3 é que ele derivou do CETME (fuzil espanhol batizado com o nome de Centro de Estudios Técnicos de Materiales Especiales) e alguns chegaram a ser produzidos com a palavra CETME estampada em um dos lados.
O CETME foi, por sua vez, derivado do StG45 (Sturmgewehr 45) que foi um protótipo construído para ser um fuzil mais barato e fácil de produzir que o StG44 (Sturmgewehr 44), o qual foi produzido de 1943 até 1945 na Alemanha Nazista e entre 1949 e 1962 na Alemanha Oriental, e do qual derivou o consagrado AK-47 (Avtomát Kaláshnikova 47) em munição 7,62×39.


Sturmgewehr 45 (StG45)


Sturmgewehr 57 (SIG SG 510)
Essa história parece ter ficado complicada, mas ainda não está toda contada, pois muitas outras armas originaram-se do projeto da StG44, o que dá a essa arma o reconhecimento de ser o antepassado comum de muitos fuzis modernos ocidentais e assim, para facilitar, fiz um esquemático simplificado para entendermos melhor essa genealogia.


Linha do tempo de fuzis
Clique com a direita e peça para abrir em nova guia para visualizar melhor

Para os fãs da AK 47 lamento informar que não abri a árvore genealógica dela agora porque é imensa! Mas faço isso em outro artigo futuro em complementação ao artigo já publicado aqui sobre a família AK e sobre as origens do AK 47 aqui.
Para os fãs da HK MP5 já temos excelentes matérias sobre ela aqui e uma excelente leitura sobre seu histórico aqui.

O massacre de Munique abre uma oportunidade para HK

Após a massacre dos Jogos Olímpicos de 1972 em Munique, a polícia Alemã decidiu substituir suas armas Walther PP em calibre .32 ACP por armas em calibre 9x19mm.


Walther PP em calibre .32 ACP
Arma padrão da polícia Alemã na época do massacre de Munique
Nesta época a HK fabricava a HK P4 também em calibre .32 ACP e usou a necessidade da polícia Alemã de produzir uma arma em calibre 9x19mm como oportunidade para produzir uma nova pistola com um conjunto único de soluções: a HK P7 em calibre 9x19mm que merece destaque.


HK P4 também em calibre .32 ACP
A primeira solução foi o “sistema de bloqueio blowback com recuo retardado por gases” (*tradução do autor de “gas-delayed blowback locking system”), esse sistema objetivava reduzir o número de peças para o trancamento da arma, o que possibilitava a existência de um extrator fixo e um número geral de peças bem reduzido. Também foi dotada de um percursor lançado, uma trava de segurança na frente da empunhadura, de modo que a arma só é destravada se o atirador a empunhar firmemente, o que possibilitou um gatilho de apenas um estágio de 4.5lb.


HK P7 em desmontagem de primeiro escalão (desmontagem de campo)

O filme sobre o funcionamento da P7 é bem elucidativo


O funcionamento da HK P7

Recentemente esta solução “gas-delayed blowback locking system” foi incorporada pelo fabricante Laugo Arms em sua nova pistola para competição Alien, que é dita pelo seu fabricante como inovadora.


Pistola Aliena da Laugo Arms

Depois da HK P7 a HK incrementou o desenvolvimento de novas pistolas como podemos ver no esquemático simplificado que apresento a seguir.


Linha do tempo de pistolas 
Clique com a direita e peça para abrir em nova guia para visualizar melhor


A HK P30L

Se você nunca ouviu falar da HK 30L e só sabe dela por causa do filme do John Wick, é uma pena! A HK P30L é uma excelente arma, responsável por definir novos parâmetros em ergonomia e utilização.


Personagem John Wick e a HK P30L


Cena do filme quando duas HP P30L são desenterradas

HK P30L em detalhes ao lado de uma Glock G26. A HK P30L aparenta ser do modelo LEM em função do cão pouco protuberante


Curiosamente este lindo compensador na HK P30L do filme é apenas um item de beleza fornecido por Hollywood.
Como pudemos observar na linha do tempo, a HK P30L é um recente desenvolvimento da HK e seu foco de aplicação foi para polícias e forças de segurança. Essa arma foi tão bem sucedida na ergonomia de sua armação que ela serviu de base para o desenvolvimento da HK VP9 e Walther PPQ, esta última possui atualmente uma versão para competição chamada Walther PPQ M2 Q5, que está entre as 5 armas mais utilizadas nas competições de tiro prático na categoria Production nos EUA.


HK VP9


A esquerda Walther PPQ e a direita Walther PPQ Q5 Match
Além da ergonomia a HK também adicionou um mecanismo de disparo patenteado chamado LEM que deriva de Law Enforcement Modification, onde habilita um usuário treinado a disparar com uma velocidade maior e com menor deslocamento do gatilho, ao soltar o gatilho poucos milímetros a arma já trava o percursor, mas se deste ponto você pressionar novamente o gatilho ela destravará e atuará em dupla ação.
A HK comercializa o kit de conversão LEM para os modelos de armas compatíveis.


Kit de conversão LEM para pistolas HK compatíveis (linha USP)
No filme a seguir a diferença entre os mecanismos é bem explicada, mas o vídeo é um pouco longo. Se estiver apressado, vá direto para os 6’15” para ver o LEM em ação.




A HK P30L no tiro prático

A HK P30 L também é utilizada em competições de tiro prático apesar de não ser comum nas categorias de IPSC e USPSA, ela tem obtido bons resultados em IDPA/IDSC, sendo a maior dificuldade a aquisição dos acessórios para tiro prático e é sempre referida pelos seus donos como confiável, precisa e de excelente ergonomia.
A seguir dois pequenos filmes da HK P30L em competição para encerrarmos este artigo.


HK P30L IPSC Nationals 2016, EUA


Felix Ibañez HK P30L. IV Fase IPSC 2014.8ºClas, EUA

Se você gostou deste artigo, por favor, compartilhe-o com seus amigos!


Fonte:



Nenhum comentário