Header Ads

ad

PCP, a munição com estojo de Polímero





Será a munição do futuro?


A empresa norte-americana PCP Ammunition lançou a alguns anos um tipo de munição que usa polímero em vez de latão praticamente em todo o estojo. A ideia em si não é nova visto quê, as primeiras referências para munições com uso de polímeros vem do início da década de 50 e patenteada por Jack W. Roske. 

Esse tipo de munição parte do principio que os usuários poderiam levar consigo mais munição por elas serem mais leves que  as munições com estojos metálicos assim como, também terem um custo de fabricação mais barato.



Segundo a fabricante, essas munições não devem ser disparadas em armas que possuem câmaras estriadas (caneladas) e nem recarregadas pois o estojo de polímero possui capacidade diferente o que pode resultar em pressões inseguras na câmara da arma.

As munições da PCP usam somente um pequeno pedaço metálico que fica na base do estojo que além de alojarem a espoleta também facilita a extração do estojo deflagrado. Os calibres fornecidos pela empresa são os 5,56 /.223, 6.8 SPC, 7.62 X 51 / .308, 300 WM, .338 LM e .50 e por hora não tem previsão de calibres para armas curtas.

Resultado de imagem para pcp ammunition

Comparativo entre a munição com estojo de polímero e estojo de latão





__________________________________

Uma pequena pausa no texto para fazer merchant de um dos nossos produtos. Afinal, isso aqui não é um blog comunista. 

Você já pensou em ter sua CR (Certificado de Registro)?

Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.


Clica na imagem e solicite seu manual!





_______________________________________________________________


320x100








Embora o ponto de fusão do polímero seja mais baixo que o do latão a fabricante informa ainda que os estojos não apresentam temperaturas próximas ao ponto de fusão após as munições serem disparadas.

O armazenamento das munições PCP é o mesmo que das munições com estojo de latão (deve-se evitar locais úmidos ou altas temperaturas). A munição destinada para uso comercial não deve ser usada abaixo de 0 graus Fahrenheit (cerca de 18°C negativos) enquanto que munições destinadas para uso militar podem ser disparadas em ambientes mais frios.

As munições da PCP mostraram ser bastante precisas mas em testes de tiro já houve problemas com alguns lotes, fazendo com que a empresa comunicasse aos compradores que restituiria os valores pagos e/ou trocasse as munições.







Nas duas fotos abaixo pode-se ver os estojos danificados.

Resultado de imagem para pcp ammunition

Imagem relacionada





Durante o disparo de um FAL usando a munição acima, a mola do carregador saltou longe (ver a seta indicativa) e danificou o carregador do fuzil. Veja o resultado...



IMG_4540




Cursos Online - Cursos 24 Horas




Fonte:



Nenhum comentário