Header Ads

ad

Heinrich Himmler, o homem de confiança de Hitler

Resultado de imagem para Heinrich Himmler


Heinrich Himmler foi um dos principais responsáveis diretos pelo Holocausto. Saiba mais sobre sua história


Conhecido como um dos mais cruéis homens da Segunda Guerra Mundial, Heinrich Himmler (Munique, 7 de outubro de 1900 – Lüneburg, 23 de maio de 1945) serviu a Adolf Hitler como Reichsführer das Schutzstaffel (comandante militar da SS), o cargo mais alto dentro da organização.

Foi também um dos principais líderes do Partido Nazi (NSDAP) da Alemanha Nazista e, posteriormente, Hitler nomeou-o Comandante do Exército de Reserva e General Plenipotenciário para toda a administração do Reich. Himmler foi um dos principais responsáveis diretos pelo Holocausto.

A trajetória de Heinrich Himmler

Heinrich Luitpold Himmler nasceu em 7 de outubro de 1900, em Munique, Alemanha. Em 1915, Himmler começou a treinar com o Corpo de Cadetes de Landshut. Serviu o exército alemão na Primeira Guerra Mundial, no entanto, a Alemanha assinou o armistício antes que seu treinamento tivesse sido concluído.
heinrich-himmler-o-homem-de-confianca-de-hitler
Foto: Reprodução/Associated Press
Após a guerra, Himmler completou a escola primária e, entre 1919 e 1922, estudou Agronomia na Technische Hochschule de Munique. Himmler era antissemita quando entrou na universidade. Em agosto de 1923, Himmler entrou para o Partido Nazista (NSDAP). Em 1926, assumiu a liderança do setor de propaganda do partido nas regiões da Baviera, Suábia e Palatinado.

Entrada e ascensão na SS

Em 1929, Himmler foi designado chefe da organização paramilitar SS (Schutzstaffel). Ele possuía uma considerável liberdade de ação nas suas funções, que aumentaram com o tempo. Em setembro de 1927, Himmler conversou com a Hitler sobre a sua ideia de transformar as SS em uma unidade de elite leal, poderosa e racial.
Além da segurança do Führer, Himmler era encarregado de proteger o império nazista e foi a força ideológica e organizacional por trás da ascensão da SS. Em 1933, a SS já contava com 52 mil homens.

Himmler participou ativamente da construção do primeiro campo de concentração nazista, Dachau. Em meio às suas diversas atividades, a mais lembrada é o seu papel no planejamento e na implementação da chamada “solução final”, isto é, a política nazista do genocídio dos judeus.

Himmler foi o responsável pela formação do Einsatzgruppen (grupo de intervenção) e ordenou a construção dos campos de extermínio. Ao lado de Adolf Eichmann e Reinhard Heydrich, supervisionou o assassinato de milhões de judeus, além de integrantes de várias outras etnias que eram consideradas inferiores e inimigas pelos nazistas.

Captura e suicídio

Himmler, que era bastante estimado e respeitado por Hitler e pelo alto escalão do Partido Nazista, foi acusado de traição quando tentou negociar com os Aliados. Hitler destituiu Himmler dos cargos que ocupava, expulsou-o do Partido Nazista e ordenou a sua prisão. Himmler tentou se esconder, mas foi capturado pelos Aliados no dia 21 de maio de 1945. Interrogado, admitiu quem era, mas, antes de seu julgamento, suicidou-se engolindo uma pílula de cianeto.



Fonte:

Estudo Prático

Nenhum comentário