Header Ads

ad

A História das Armas de Fogo - Resumo

Resultado de imagem para A HISTÓRIA DAS ARMAS DE FOGO


As armas de fogo compactas e automáticas que conhecemos precisaram trilhar um longo caminho histórico e tecnológico para chegar a ser o que são hoje. Cerca de 12 séculos nos separam do surgimento das primeiras armas de fogo, que datam do século IX, o mesmo em que a pólvora foi inventada na China.
As primeiras armas de fogo eram bastante rústicas e artesanais, pois eram feitas para atirar pedras de tubos de bambu, através de uma mistura de enxofre, salitre e carvão vegetal, que explode em contato com o fogo. Quatro séculos depois, no século XIII, os árabes se dispõem a aperfeiçoar a invenção, criando canhões de madeira com reforços de cinta de ferro. Entretanto, apenas 1 século depois, surgem os primeiros canhões de bronze, mais eficientes e seguros e que viriam a abrir caminho para as primeiras armas de fogo individuais.

ARMAS COMPACTAS

As primeiras armas compactas e individuais datam do século XV, mudando completamente a atuação e as estratégias dos soldados nas guerras. O mosquete é o primeiro tipo criado e, apesar de ser uma revolução na história das armas de fogo, ainda era inseguro e possuía uma pontaria ruim. Ele pesava cerca de 10 quilos e era muito difícil de recarregar: a bala e o pavio eram introduzidos pela boca do cano, operação que durava muitos minutos! Por esses motivos, a espada ainda era a principal arma de confronto direto dos soldados.
No século XVII surge o fuzil de pederneira, com um alcance e uma pontaria melhores, embora com muitas falhas nos disparos e abastecimento manual da pólvora e dos projéteis – que ainda dificultava a performance e a agilidade nos disparos.

CARTUCHOS

Apenas no século XVIII é que surgem os cartuchos com bala e pólvora unificados e a possibilidade de carregamento pela culatra, o que definitivamente torna as armas de fogo mais rápidas e confiáveis. Armas de fogo automáticas surgem já no século XIX, com o patenteamento do revólver por Samuel Colt, um americano que introduziu o tambor giratório e possibilitou o disparo de vários tiros com a pressão seguida do gatilho. Um pouco depois, precisamente em 1884 foi inventada a metralhadora, pelo inglês Hiram Maxim. Ela era ainda mais ágil, pois mantendo o gatilho pressionado, muitos tiros eram disparados de uma só vez. A partir da primeira guerra mundial ela passou a ser adotada por todos os exércitos.

OS DIAS DE HOJE

O século XX marca completamente a história das armas de fogo, pois elas passam a ser produzidas em escala industrial e a ser responsáveis por grande parte da economia dos países exportadores, como os EUA. O fuzil de assalto é uma invenção deste século, funcionando automaticamente ou disparando três tiros a cada pressão no gatilho. Ele é a arma de infantaria mais utilizado pelos exércitos ao redor do mundo, existindo cerca de 50 milhões de exemplares. Em seguida, surgem as submetralhadoras (metralhadoras de mão) e as pistolas, fazendo com que as armas se tornassem mais precisas e também mais perigosas em seu caráter mortífero.


Fonte:

Nenhum comentário