Header Ads

ad

O direito de porte de armas


O direito de ter armas, de lutar, de se defender, deve ser um direito inquestionável. O cidadão deve poder defender a sua família, o seu lar, de malfeitores, de assaltantes. Não vivemos em um país onde temos a policia em nosso socorro, quando queremos, e, em muitas localidades, sítios, nem existe a força policial.
Os cidadãos não podem ficar inertes, como cordeirinhos, esperando o socorro policial, enquanto os bandidos andam fortemente armados e a polícia e completamente desprovida de recursos para socorrer a todos. Vez por outra, assistimos greves, paralisações de policiais, deixando a população a mercê da própria sorte. Os índices de criminalidade crescem vertiginosamente no Brasil, e mais uma vez, corrobora com a tese de que o efeito do desarmamento, em curso, não contribui para minorar o problema.
A tese do desarmamento e uma das queridinhas dos esquerdistas, para os socialistas todo o bem, inclusive a proteção à vida, deve ser dada pelo estado. Os comunistas de plantão querem o controle total, o controle da cultura, economia, das riquezas, das mentes.
Os cidadãos, segundo a ótica funesta socialista, devem ser “protegidos”, não pode ter armas, e deve se comportar como um mendigo dos favores do “sacro santo Estado”. Segundo esta visão doentia, não basta ao Estado ter o monopólio da violência, cabe também ao estado, alijar toda e qualquer direito dos cidadãos defender as suas próprias vidas. Os que estão no poder não precisam de armas, eles já possuem o aparato policial a sua disposição, carros blindados, e seguranças armados ate os dentes.
Só os cordeirinhos, os homens que produzem a riqueza do Brasil, devem viver sob o domínio do medo, entregue a própria sorte.
Vez por outra ouço o argumento de que armas guardadas em casa causam tragédias, por inépcia, no seu uso, e verdade, mas, por outro lado, esquecem de que armas evitam que criminosos adentrem em residências e bestializem homens de bem. Outras vezes ouço muitos afirmar que armas são difíceis de operar, e questiono-os porque o Estado não fornece cursos livres e gratuitos, para que os homens de bem possam usar com eficiência suas armas de defesa.
Não aceito a “emasculação” da sociedade, por aqueles que não oferecem a segurança que deveriam oferecer. A segurança da sociedade e papel do Estado, que até então não vem cumprindo o seu papel. O Brasil tem taxa tributaria de 40%, trabalhamos muito para uma nomenclatura ineficaz parasitaria, e hoje, infelizmente, sob o domínio da esquerda.

Fonte:


Nenhum comentário