Header Ads

ad

Adeus Coronel Vladimir Ivanovich Chervyakov

A imagem pode conter: 1 pessoa, close-up

Faleceu no último dia 23 de junho em Engels, na Rússia, de causas naturais aos 94 anos de idade, o Herói da União Soviética, Coronel Vladimir Ivanovich Chervyakov.

Nascido no vilarejo de Bekovo, na região de Saratov, antiga União Soviética, Chervyakov terminou seus estudos em 1938 e ingressou no aeroclube de Rtishchevo. Em 1940 foi convocado para o Exército Vermelho e enviado para a Escola de Aviação Militar de Engels, de onde graduou-se após um curso acelerado de 2 anos em maio de 1942. Tal era sua perícia que ele foi convidado a permanecer como instrutor de voo, mas Chervyakov recusou o convite e partiu para a linha de frente na guerra contra o Terceiro Reich.

Em Moscou ele recebeu treinamento na aeronave que o acompanharia pela maior parte da guerra, o bimotor Petlyakov Pe-2. Designado para o 48º Regimento Aéreo de Reconhecimento da Guarda, ele combateu durante a Batalha de Stalingrado, sendo condecorado com a Ordem da Guerra Patriótica e Ordem da Estrela Vermelha. Em 6 de novembro de 1943, já servindo com o 4º Front Ucraniano, ele havia completado 102 missões de reconhecimento profundo sobre as linhas inimigas, repetidamente se expondo ao fogo antiaéreo e aeronaves de caça. Mas devido às suas excelentes habilidades de manobra e técnica de pilotagem, sempre conseguia trazer para a base valiosas informações utilizadas pelo alto-comando. Por esses feitos, o Presidium do Soviete Supremo condecorou o Tenente Vladimir Chervyanov com a Estrela Dourada de Herói da União Soviética em 4 de fevereiro de 1944.

Seis dias depois Chervyakov foi promovido a navegador do seu esquadrão, tornando-se uma referência de coragem para seus colegas. Em 1944 ele realizou 59 missões de reconhecimento nos comandos de um Yakovlev Yak-9, pelas quais foi condecorado com a Ordem da Bandeira Vermelha. Sua última missão foi em 9 de maio de 1945, Dia da Vitória.

Após a guerra ele continuou na Força Aérea e em 1957 se graduou na Escola de Comando da Academia da Força Aérea, recebendo o comando de um esquadrão de bombardeiros de longo alcance. Chervyakov tornou-se um exímio piloto nos comandos do Tupolev Tu-2, Tu-16 e Ilyushin Il-28, totalizando 3.300 horas de voo. Em março de 1965, foi apontado comandante da 1.230ª Divisão de Bombardeio Pesado, e passou para a reserva em 1967.


Nenhum texto alternativo automático disponível.

Petlyakov Pe-2





A imagem pode conter: 1 pessoa

A imagem pode conter: 1 pessoa, close-up 



A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé

Nenhum comentário